Total de visualizações de página

13 de jun de 2009

TRABALHO EM EQUIPE NA MODALIDADE À DISTÂNCIA_ UMA COMPETÊNCIA A SE DESENVOLVER.

Este artigo escrevemos como conclusão do curso "TRABALHO EM EQUIPE_UMA COMPETÊNCIA A DESENVOLVER"

Elisângela Rodrigues Garcia*; Iara da Veiga**; Maria Jaqueline Alves***; Verônica Bopsin****.


Para reinventar-se é preciso pensar: isso, aprendi muito cedo.
Pensar é transgredir.
Lya Luft*****


Resumo:

Acredita-se que cada vez mais os cursos na modalidade à distância têm usado como recurso, no processo de desenvolvimento das aprendizagens, trabalho em equipes também na modalidade à distância. A falta de habilidades com os meios de comunicação e falta de entrosamento dos membros da equipe, são os principais motivos de desistência dos alunos matriculados nestes cursos. Este artigo apresenta alguns recursos facilitadores: programas, páginas da web, meios on-line de comunicação e exemplos de trabalhos em equipe bem sucedidos. Alguns trabalhos referentes a este tema, apresentam apenas conceitos e possibilidades de trabalho em equipe na modalidade à distância. Esta abordagem apresenta uma visão de equipe que supera as dificuldades encontradas, ainda cita os próprios meios de superação dos desafios. Discute os aspectos positivos destes recursos na rapidez da troca de informações. Discute também a qualidade e intensidade das inter-relações desenvolvidas durante o processo.

*Professora. 1º e 2º ano do Ensino fundamental de nove anos, E.E.E. Médio Mario quintana. Pedagoga em formação (UFRGS), Pólo Gravataí. Aluna do Curso: Trabalho em Equipe na Modalidade À Distância (UFRGS). E-mail: el.is.garcia@hotmail.com
** Psicóloga, Guia de turismo em formação, Aluna do Curso: Trabalho em Equipe na Modalidade a Distancia (UFRGS) E-mail: gostodeperfume@hotmail.com
*** Profissional autônoma, Guia de Turismo em formação, aluna do Curso: Trabalho em Equipe na modalidade a Distancia (UFRGS) E-mail: jaquelinealves_rs@hotmail.com
****Contadora e Professora Ensino Médio, Cursos Técnicos e Cursos Livres Profissionalizantes. Contadora e Psicopedagoga. Aluna do Curso: Trabalho em Equipe na Modalidade a Distância (UFGRS) E-mail: veronicabop@hotmail.com
***** Lya Fett Luft (Santa Cruz do Sul, 15 de setembro de 1938) é uma romancista, poetisa e tradutora brasileira. É também professora universitária e colunista da revista semanal Veja.

Enfatiza a formação estruturante no processo de desenvolvimento do trabalho em equipe na modalidade à distância. Trabalho em Equipe_ Uma Competência a se Desenvolver, que identifica os problemas e soluções mais comuns encontrados por alunos, à forma com que foram formadas as equipes e ainda descreve a trajetória das participantes do grupo no desenvolvimento deste artigo que é por si só um exemplo de trabalho de equipe na modalidade à distância com a experiência de utilização do ETC. Também, uma pesquisa é enviada a todos os contatos de dois endereços eletrônicos de membros da equipe e postada como tópico no fórum do ETC. O enfoque desta era sobre os motivos de desistências em cursos. As descobertas são no mínimo intrigantes, pois, a maioria das pessoas entrevistadas nunca fez cursos à distância, nem sequer ouviram falar apesar de serem internautas e conviverem bastante com o meio virtual. Os que têm a experiência, a maioria supera as dificuldades. Os que desistem é pela falta de entrosamento e comunicação. Quando não desiste a maioria conseguem superar as dificuldades.
Através de trabalhos já realizados em outros cursos e outras equipes, considera quais/como as ferramentas colaboram para o desenvolvimento da competência para o trabalho em equipe.
Palavras-chave: Meios; Possibilidades; Integração; Dificuldades; Superação;

1) Introdução

Os trabalhos em equipe na modalidade à distância tem sido um desafio que muitas vezes é motivo de desistências de alunos em cursos que aderem a este recurso. Este artigo tem um caráter funcional e instrumental. Apresentam-se dados que possibilita professores e tutores obter uma visão do ponto de vista discente. Os alunos têm um estudo formador com subsídios estruturantes e auxílio na formação das equipes.
Sua leitura é uma atividade a serviço da estruturação e produções dos trabalhos de equipes na modalidade à distância. Não há como escapar, quem busca constantemente o crescimento e capacitação profissional, em algum momento vai se deparar com estes. A idéia aqui é desmistificar preconceitos e mostrar com uma linguagem leve e informal as possibilidades e aspectos positivos, as dificuldades e superação na busca de conhecimento.
As dificuldades são apenas competências ainda não desenvolvidas. Pessoas que estão em constante aperfeiçoamento, reciclando-se e renovando-se com novos cursos e especializações têm maior chance de manter a sua empregabilidade. No entanto mais do que isso as empresas procuram profissionais que agreguem valor. Em um mercado competitivo, elas escolhem os melhores candidatos para fazer parte de suas equipes. São escolhidos aqueles que apresentam competências e habilidades como: qualificação, criatividade, inovação, flexibilidade e capacidade em trabalhar em equipe. A questão não está apenas em conseguir um emprego, mas garantir a empregabilidade, ou seja, ser empregável. Acredita-se que não há sentido em rotular um curso como sendo presencial ou à distância. Os conhecimentos, quando tem como motivação o interesse dos próprios alunos, vão além dos solicitados pelos currículos. A formação teórica em cursos à distância, muitas vezes, alcança níveis mais elevados do que nos presenciais. A autonomia também é bastante privilegiada na modalidade à distância.
Entende-se que as relações estabelecidas entre colegas e professores, podem ser mais intensas e efetivas, conceituando-se diferentes e não menos estabelecidas.
“Alguns não sabiam nem ligar o computador quando o curso iniciou. Mas, sobre tudo, a teoria, os textos, e tudo que foi proposto como atividades, desenvolveram em todos os participantes do grupo novos conhecimentos. Conhecimentos que os tornou capazes, de observar, analisar, tirar proveito das novas experiências, organizarem as idéias, debater, pesquisar e questionar suas práticas como educadores. Essa troca de experiências e opiniões entre colegas é fundamental, porque encoraja e os faz ir mais longe.”
Não há razões para desistir de um curso quando os motivos são a falta de habilidades com as ferramentas na informática e a impressão que em um trabalho em equipe à distância não pode haver entrosamento e sucesso no alcance dos objetivos. Experiências neste campo mostram que é possível tornar os participantes mais unidos e engajados a fazer as atividades, buscando o conhecimento todos juntos. Muitas vezes até maior engajamento do que nas formas tradicionais em salas de aula. Uma amostra disso está no blog em uma postagem de setembro de 2006 “Nós temos sentado dia após dia, compartilhando nossas vidas, nossos sonhos, nossos medos, nossos erros. Continua me assustando como você que um dia foi estranho, tenha se transformado em um de meus mais queridos e estimado amigo. Você é tão importante para mim como qualquer de
Elisângela, (2006). Perspectivas do Grupo. Potifólio de Aprendizagem. Dezembro de 2006. Disponível em: http://elisufrgs.blogspot.com/2006/11/perspectivas-do-grupo.html

meus amigos pessoais...”!Disponível em:
(http://elisufrgs.blogspot.com/2006/09/ns-temos-sentado-dia-aps-dia.html)
Tentativas apenas de estimular colegas a não desistir dos cursos por que não conseguem transpor as barreiras virtuais não dão muito certo já que na modalidade à distância estes devem entrar e se logar nos ambientes virtuais para lerem as mensagens de motivação. Poucas são as respostas veja a postagem “PARCERIA” (PEDRINHO: Viver é simples, os adultos é que complicam tudo. Profº Jorge Neiman_ Conhecendo E Se Encantando Pela Vida.) sem nenhum comentário em:
*http://elisufrgs.blogspot.com/2007/11/parceria.html;
* “COLEGAS VAMOS LÁ CONTANDO UNS COM OS OUTROS VAMOS EM FRENTE COM FÉ” http://elisufrgs.blogspot.com/2006/10/colegas-vamos-l-contando-uns-com-os.html

2)Fundamentação teórica
Meios
“A Educação a Distância (Ead) no Brasil tem crescido substancialmente, tanto em qualidade como em quantidade. Esse crescimento, que acompanha uma tendência mundial, é apoiado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Brasil, 1996), que em seu artigo 80 estabelece:”
Alunos que se dispõe a “fuçar”, mexer, explorar com uma postura de ação, adaptam-se aos ambientes virtuais construindo a inter-relação e a aprendizagem.
Claparéde defendia uma abordagem funcionalista da psicologia, pela qual o ser humano é, acima de tudo, um organismo que funciona... Defendia o estudo dos processos psicológicos como funções de adaptação ao ambiente, afirma Regina Campos.
Esse raciocínio levou Claparéde a formular a lei da necessidade e do interesse, ou princípio funcional, que o tornou conhecido. Segundo ela, toda atividade desenvolvida (...) é sempre suscitada por uma necessidade a ser satisfeita e pela qual ela está disposta a mobilizar energias. O interesse é considerado a tradução psicológica da necessidade do sujeito, explica Regina Campos. (...)
É a necessidade que põe em movimento os indivíduos – animais e homens – e que faz vibrar os estímulos interiores para suas atividades, escreveu Claparéde. É isso que se pode notar em todo lugar e sempre, exceto, é verdade, nas escolas, porque estas estão fora da vida.
Um curso que é inserido na rotina, no cotidiano sem necessariamente o aluno se desatribuir de suas funções rotineiras é o conhecimento sendo construído na ação Vida. Claparéde ainda dizia que a aprendizagem se da pela resolução dos problemas. À medida que as dificuldades encontradas vão sendo superadas em uma atividade solicitada por um curso à distância o saber vai adquirindo uma função funcional e um fim em si mesmo. O conhecimento é construído, isso se da frente aos ambientes virtuais.
“Se fizéssemos como as crianças, que não têm medo e aprendem o que precisam o micro não seria motivo de angustia”, afirma Paulo Perissé, líder pedagógico da Escola internacional da Bahia, em salvador.
“Vale a pena exercitar a dinâmica de formar grupos”. Na interdisciplina de Organização e Gestão da Educação, nos foi pedido que, em grupo, fizéssemos uma linha de tempo (...). Estudar as Constituições de 1934, 1937, 1946, 1967 e 1988. Até aí tudo bem se não tivessem nos apresentado o tal de programa "xislyn" (XTIMELINE). “Passei vários dias tentando...”, postagem no blog:
http://elisufrgs.blogspot.com/2008/10/tutorial.html

2.1) Recursos para a realização dos Trabalhos:
2.1.1) PBWIKI
O PBwiki é uma ferramenta eletrônica para construção de páginas web de fácil manejo e uso por usuários leigos. Ela permite que múltiplos usuários editem e alterem seu conteúdo através de um sistema de Login. Os Wikis criados são públicos e/ou podem remeter a outros sites, seu funcionamento é semelhante ao da Wikipédia e destina-se a construção de páginas web de forma colaborativa. Dado o atual estágio de desenvolvimento do suporte informático e a proliferação crescente de cursos na modalidade a distância torna-se, cada vez mais presente, a necessidade de se buscar ferramentas que permitam o trabalho colaborativo entre alunos, tutores e professores destes cursos.

__________ FERRARI. Márcio (2004). Grandes Pensadores ÉDOUARD CLAPARÈDE. Um pioneiro da psicologia das crianças. Revista Escola. Editora: Abril. Novembro de 2004. Pá. 31. Disponível em:
http://revistaescola.abril.com.br/edicoes/0177/aberto/mt_243235.shtml
Tori, R. (2002). Teorias Aspectos Teóricos e Filosóficos (Por). Revista Brasileña de Aprendizaje Abierto y a Distancia - A Distância que Aproxima. Dezembro de 2002. Disponível em:
http://www.abed.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=1por&infoid=608&sid=69

Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/PBwiki
Exemplo de Wiki com trabalhos postados: http://elisangela.pbwiki.com/
Wiki_ instrumento de Interdisciplinas dos cursos disponível em:
http://peadgravatai5.pbwiki.com/
2.1.2) BLÓG
Um blog é um site de fácil utilização, onde você pode postar rapidamente o que pensa interagir com as pessoas e muito mais. E tudo isso é GRÁTIS. Crie um blog em: https://www.blogger.com/start?hl=pt-BR
Exemplo de Blog com Trabalhos postados: http://elisufrgs.blogspot.com/;

2.1.3) GOOGLE GRUPOS
Os Grupos do Google foi concebido para ajudar o usuário a encontrar outras pessoas com os mesmos interesses, acessar informações e comunicar-se de forma rápida e fácil por e-mail e pela web.



Criação de página: crie páginas da web sozinho ou com seu grupo. Sua página é hospedada no próprio grupo. Personalização: selecione imagens, cores e estilos para dar a seu grupo um visual único. Compartilhamento de arquivos: faça upload e compartilhe seus trabalhos com outros membros do seu grupo. Perfis dos membros: saiba mais sobre outros membros do seu grupo.
Disponível em: http://groups.google.com/intl/pt-BR/googlegroups/overview.html
Trabalho em Equipe no grupo Google disponível em:
http://groups.google.com/group/trabalho-em-equipe?hl=pt-BR

2.1.4) WIKISTÒRIAS
Wikistórias é um objeto para a construção colaborativa de textos e hipertextos.
Usa como estrutura de suporte o aplicativo wikispaces, que provê gratuitamente as ferramentas e a hospedagem de um wiki na rede. O projeto deste objeto de aprendizagem foi criado dentro da perspectiva primeira de aproveitar aplicativos e outros materiais existentes na rede, mesmo com as limitações que isso possa trazer. Disponível em:
http://emlivre.wikispaces.com/file/view/WIK.doc
Exemplo de trabalho no Wikistórias:
http://inwikistorias.wikispaces.com/Elisangela

2.1.5) ETC

O editor é baseado na teoria piagetiana na qual se entende que o conhecimento ocorre pela interação entre sujeito e objeto, e que não se encontra pré-existente em nenhum dos pólos, mas sim, na interação. Por isso, suas funcionalidades tornam possível o máximo de trocas de idéias entre os autores do texto, sem deixar de respeitar o tempo, a individualidade e os processos de cada um. Seu objetivo é tornar o trabalho colaborativo e/ou cooperativo de acordo com a preferência do usuário. As funcionalidades estão disponíveis em:
http://homer.nuted.edu.ufrgs.br/etc/ajuda/ajuda_etc.pdf

2.1.6) XTIMELINE

Xtimeline é um recurso colaborativo para elaboração de linhas do tempo.
O autor da linha do tempo define se seu trabalho será público ou restrito a grupos de amigos, pode permitir ou não que outros usuários completem as informações colocadas.
A linha do tempo pode ser inserida em blogs e sites.
Disponível em: http://www.xtimeline.com/explore.aspx?t=20&c=7&l=pt&p=2

2.2 Possibilidades de Integração

A implicação mais óbvia a respeito das inteligências múltiplas (Howard Garner 1980) é que há talentos diferenciados segundo atividades específicas. Então, todos da equipe de trabalhos têm sua contribuição. Quando superados os desafios, a satisfação do dever comprido é agregada ao prazer das novas conquistas e a descoberta que se pode não saber, mas é real a possibilidade de se aprender. “Não há erros, e sim fases em que nos encontramos sempre em busca dos objetivos, o "erro" não é erro e sim ensaio de um processo para alcançarmos o conhecimento...”.
Garcia. Elisângela R. (2007). Inventário_2007. Pbwiki. Agosto de 2007. Disponível em: http://elisangela.pbwiki.com/inventario_2007

Os mais usados:
2.2.1) SKYPE
Descrição: O Skype é um programa para conversas de voz e vídeo ao vivo através da Internet! Permite também conversar utilizando o teclado e enviar/receber arquivos. Você pode conversar gratuitamente com até 5 pessoas ao mesmo tempo (conferência) em qualquer lugar do mundo que também possua acesso Internet e o Skype instalado. Possui lista de contatos para que você possa cadastrar seus amigos e também permite realizar buscas por país, sexo, cidade etc. Há também o serviço que lhe fornece um número de telefone fixo, através do pagamento de uma pequena anuidade, para que você possa receber no Skype chamadas originadas de telefones comuns! As ligações de micro para micro são gratuitas. Baixe o programa e cadastre-se em: http://www.skype.com/intl/pt/

2.2.2) MSN.
O MSN Messenger é um dos softwares de mensagens instantâneas mais utilizadas no mundo e é o favorito no Brasil. No MSN é possível participar de conversas com mais de uma pessoa, mesmo que algumas delas não estejam em sua lista. Disponível em:
http://www.infowester.com/dicasmsn.php

2.2.3) E-MAIL.

E-Mail ou Correio Eletrônico é um serviço disponível na Internet que possibilita o envio e o recebimento de mensagens ("mails"). Para usar esse correio é necessário ter um endereço de e-mail, algo parecido com: seunome@nomedoseuprovedor.com.br. Conhecendo-se o endereço eletrônico da sua caixa postal, qualquer pessoa poderá enviar uma mensagem (e-mail) para você. Assim, qualquer tipo de informação pode ser enviada/recebida. Para ter acesso a esse serviço é necessário ter um endereço eletrônico (ou conta) de e-mail.
O endereço eletrônico (e-mail) é um endereço, único no planeta. Disponível em:
http://www.ufpa.br/dicas/net1/mailtipo.htm
“Manipulando-se os meios de comunicação é possível ampliar o diálogo entre alunos e seus professores e assim reduzir a distância transacional.” Michael G. Moore (Moore, 2002).

2.3) Trabalhos Realizados em Equipe na Modalidade à distância:
(Parâmetros para destacar os resultados que podem ser alcançados).
2.3.1) Wikistórias. Esta página de edição coletiva funcionou como um fórum onde colegas postaram suas histórias e reflexões na profissão de educadores: “Beatriz, temos muitos caminhos para trilhar. Isso é só o começo. Já deu para sentirmos o que virá pela frente... Todos temos nosso tempo, também passo muitas dificuldades com ele! Mas o importante é que continuemos no barco (...) Paulo Freire nos presenteia com essa fala: "quando entro na sala de aula devo estar sendo um ser aberto..." Stela Maris Dias Arroio do Sal TC” em:
http://inwikistorias.wikispaces.com/Sala+02

2.3.2) Wikis coletivos. Outro exemplo de um típico trabalho de equipe na modalidade à distância: atividade da Interdisciplina de matemática do curso PEAD (UFRGS). É possível postar trabalhos e comunicar-se com os membros de equipe bem como tutores e professores. Veja:

Paula
Mar 31, 7:44 pm
Logged In User Olá Meninas. Procurem arrumar a Side bar de você pra que fique o link DIRETO pra página de matemática do Wiki de vocês, onde estão as atividades... Facilita o trabalho e a organização ok? Se precisarem de ajuda, contactem-me no skype: Paula. Pead ou MSN... Aproveitem pra dar uma passadinha nas nossas dicas também, no wiki de matemática. Bom trabalho pra todas!
Disponível em:
http://peadmatalvoradag1.pbwiki.com/
Projeto de Aprendizagem: Psicologia da Vida Adulta. Simone Bicca. Fátima Westeuser. PROJETO TEMÁTICO. GRUPO Um. TEMA: DEPENDÊNCIA QUÍMICA NA VIDA ADULTA Disponível em:
http://grupo1dependenciaquimicanavidaadulta.pbwiki.com/
Projeto de Aprendizagem. Ciências Ser Humano. Projeto: ARREPIO_ "Por que a pele fica arrepiada e sentimos um calafrio quando ouvimos algo que nos emociona? GRUPO: 11”. Disponível em:
http://serhumano.wiki.zoho.com/PROJETO-DE-APRENDIZAGEM.html
2.3.5) História da educação no Brasil (linha de tempo). Trabalho realizado em grupo.
Disponível em: http://www.xtimeline.com/timeline/1-2
Estas são práticas que demonstram que quando se aceita transgredir barreiras os resultados são as metas e objetivos alcançados com um índice bastante satisfatório.

3) Experimentos:

Para começar este artigo foi formulada uma espécie de hipótese: A dificuldade encontrada pelos alunos em realizar Trabalhos em Equipe na modalidade à distância é um dos motivos de desistência nestes cursos.
As medidas são:
*Índice de desistências;
*índice de superação das dificuldades;
* Identificar as dificuldades e grau na ordem em que se apresentam;
*Identificação das medidas de superação e o grau na ordem em que são tomadas;
Para tanto, foi feito: A pergunta no fórum do ETC e respondida pelos colegas de curso “Trabalho em Equipe uma competência a se desenvolver” e para os contatos on-line no MSN; A enquete pelo MSN e contatos através do e-mail.

3.1) EXPERIÊNCIA DE UTILIZAÇÃO DO ETC:
Nenhuma das autoras deste trabalho conhecia o ETC (Editor de Textos). Este recurso foi apresentado no curso “Trabalho em Equipe_ Uma Competência a se desenvolver” (UFRGS), ministrado pela professora Claudia Zank. O recurso foi usado para desenvolvimento das atividades na modalidade à distância. Seus ambientes compõem os instrumentos necessários para o estudo e alcance dos objetivos do curso. Os textos na biblioteca, o fórum com os tópicos de discussão e construção do conhecimento. O texto de edição coletiva, a formação dos grupos de trabalho e todas as suas funcionalidades foram instrumentais nas aprendizagens e nas competências e habilidades desenvolvidas. Competências e habilidades construídas no processo de participação das quatro aulas (duas presenciais e duas na modalidade à distância) muito bem elaboradas. Tanto as dificuldades de comunicação, técnicas referentes à informática e específicas referentes ao currículo, foram sanadas através dos ambientes virtuais de comunicação on-line: MSN e e-mail. Veja:
(11h50min) IARA: mas o que eu estou a vendo perguntar é
(11h50min) IARA: sobre as 4 perguntas de desistência ou não
(11h51min) IARA: não estou a vendo fazer as perguntas da enquete
(11h51min) IARA: assim
(11h51min) IARA: ela é eu estamos fazendo a mesma coisa
(11h51min) IARA: estes números que temos
(11h52min) IARA: são sobre as perguntas de desistência ou não
(11h52min) Elisângela: a enquete já foi mandada por vcs por e-mail certo?
(11h52min) Elisângela: quando obtiver respostas salvar em um arquivo
(11h52min) Elisângela: a da desistência ela ta fazendo no MSN
(11h52min) Elisângela: ela ta fazendo as duas pesquisas
(11h52min) Elisângela: vc vai descrever a experiência da pergunta da desistência
(11h53min) Elisângela: ela não ta fazendo on-line a da enquete por q esta foi mandada por e-mail
(11h53min) IARA: ah ta
Inicialmente foi estudado como escrever um artigo. Foi montado o “esqueleto” que foi colocado no ETC para servir de orientação Os textos disponibilizados na biblioteca do ETC foram subsídios s e conhecimentos teóricos.
As discussões no fórum possibilitaram a compreensão teórica sobre Trabalhos em Equipe.
No fórum do ETC foi colocado o tópico que juntamente com as entrevistas com contatos on-line pelo Messenger fez-se a seguinte pergunta: _ Você já desistiu de algum curso por que lhe foi solicitado trabalhos em equipe na modalidade à distância? Qual o motivo?
Veja exemplo da pergunta feita no MSN:
IARA(F) diz (15h37min): Você já desistiu de algum curso por que lhe foi solicitado trabalhos em equipe na modalidade à distância? Qual o motivo? Sim= * Não= * desistiu por outro motivo+ **** Nunca participou de cursos nesta modalidade=****
Tati SECAC diz (15h38min): Na época da faculdade, pela modalidade do curso ( Pedagogia com ênfase em Informática educativa) participei de várias disciplinas na modalidade a distância.
Os dados foram colhidos no fórum, MSN e e-mail, cujas respostas compõem os resultados.
O grupo se sentiu muito satisfeito no uso desta ferramenta quanto a sua disposição de tarefas e possibilidades de comunicação entre os participantes. No entanto sentiu grande dificuldade nas tarefas que se referem exclusivamente a edição do texto. Ao grupo pareceu que faltam recursos (ou são desconhecidos) nas opções em escrever o texto coletivo. Como por exemplo: opções de tipos de letras, tamanho, correções etc.

3.1.1) PERGUNTA NORTEADORA

Tópico para Trabalho em Equipe no fórum do ETC
EX:

Tópico Autor Mensagens Última Mensagem

Você já desistiu de fazer algum curso por este requere atividades na modalidade à distância?
ELISANGELA GARCIA
10 16/01/2009 às 17h53min: 27
por MARIA JAQUELINE ALVES

Resultados:grafico 1
Número de pessoas entrevistadas: 77
Nunca teve esta experiência =57; Teve esta experiência e nunca desistiu =15; Teve a experiência e desistiram =5


Obs: Tenho os gráficos da pesquisa em breve acrescentarei-os aqui.



3.2) ENQUETE:
1) Você já desempenhou trabalhos em equipe na modalidade à distância?
2)Encontrou dificuldades? Se sim? Quais as dificuldades que você encontrou? Cite no mínimo três na ordem crescente de maior ou menor grau de dificuldade:
3)As dificuldades foram superadas? Se sim, qual (quais) foi (foram) a(s) forma(s) de superação? Se não? Explique:
4)A composição dos membros das equipes foi feita de forma pré-determinada por algum critério alheio a sua vontade ou foi possível a livre escolha por afinidade?
RESULTADOS:
Número de entrevistados: 11


Grafico 2
Quanto ao Índice de superação das dificuldades:
10% responderam que a maioria das dificuldades foi superada;
20% disseram que algumas dificuldades foram superadas;
10% responderam que as dificuldades não foram superadas;
60% sim, disseram que as dificuldades foram superadas.
Desafios em ordem de grau dificuldade:

Gráfico3
21% acreditam que o tempo é um fator de desafio;
33%; acreditam que a falta de entrosamento é a maior dificuldade;
17% dos entrevistados acreditam que a falta de comprometimento dos membros da equipe é o fator de maior dificuldade;
29% apontam que dificuldades na comunicação é o maior desafio
Formas de superação dos desafios em ordem de grau de aplicação.

Gráfico 4
Quanto à superação dos desafios:
34%, intensificar a comunicação;
18% apontam a deliberação de tarefas como fator de superação;
8%, que as dificuldades não foram superadas;
8% acreditam ser o comprometimento o fator responsável;
8% ainda, apontam à valorização mútua;
8% dizem que a Organização é responsável;
8% mencionam perseverança e disciplina e;
8% Apontam a cooperação como fator de superação dos desafios.
5.) Considerações Finais:
Discussão
Superar as dificuldades e propor-se a prosseguir, os resultados dos trabalhos são importantes aprendizagens e conhecimentos adquiridos e construídos que vão muito além dos estabelecidos nos currículos dos cursos à distância.
As dificuldades na intercomunicação virtual são os principais motivos que levam a desistência dos cursos.
Descobertas recentes contrariam crenças antigas de que o cérebro mantém o potencial de evolução por toda a vida e que as funções das regiões lesionadas podem ser assumidas por outras desde que estimuladas, diz Márcio Ferrari na revista Escola em novembro de 2006, pág. 14. Então? Quem realiza um trabalho m equipe na modalidade à distância concorda que este pode ser extremamente estimulante. “Estou apaixonada”, diz Iara, Psicóloga, Guia de turismo em formação, Aluna do Curso: Trabalho em Equipe na Modalidade a Distancia (UFRGS), numa conversa de MSN, referindo-se a este artigo quando estava sendo escrito.
Ficam evidentes as variações de conceitos dos alunos antes e depois da realização dos trabalhos. A escolha em agir é o elixir que resulta na realização de trabalhos bem executados.
Sob a influência dos demais membros da equipe, o indivíduo eleva seu potencial para resolver problemas administrando os diferentes pontos de vistas. A educação e as oportunidades que encontram, levam as pessoas a desenvolverem suas capacidades inatas. É necessário mudar os procedimentos em função das descobertas. Ter os recursos virtuais como novos instrumentos de identificação e de reflexão sobre o desenvolvimento das potencialidades. É o papel da informática no ensino formando alunos com prazer de aprender.
Objetivo: Levar alunos, ainda inseguros, a confrontação de suas verdades, sem negar as facetas problemáticas das idéias ou as discordâncias entre diferentes (pré) conceitos. Pela natureza de suas descobertas os trabalhos dos alunos executados em equipes na modalidade à distância, favorecerem uma visão integral de cada indivíduo e a valorização da auto-estima.

6.)Conclusão:
Bastante curioso que uma das características deste trabalho inicialmente tenha sido a confusão, quase a desordem, as idéias pouco ordenadas e discussão no MSN. A dificuldade inicial de criar um esquema coerente e concreto de execução. Não se sabia ao certo o que se queria provar. Foi descoberto então que “Esta é uma das formas pelas qual a pesquisa começa”. Bachrach, Arthur J. Introdução à pesquisa psicológica. São Paulo, 1975. Pág. 5.
As dificuldades mais citadas pelos alunos na execução dos trabalhos são: a falta de entrosamento entre os membros da equipe; dificuldade em se comunicar; o tempo que deve ser reservado para a execução dos trabalhos e a comunicação com os colegas e o comprometimento de todos no processo. Aos que prosseguem e superam os desafios por meio de: intensificação da comunicação, deliberação das tarefas aos colegas mais ausentes, através do comprometimento maior de todos, valorização mútua, perseverança e disciplina na organização do trabalho e a cooperação de toda a equipe o índice de desistência é mínimo.
Com isso, se pode dizer que alunos que buscam o conhecimento técnico, o entrosamento e a superação das dificuldades, conseguem alcançar os objetivos dos cursos, o significado das atividades e seus próprios anseios com méritos, competências e habilidades que muitas vezes vão sendo adquiridos e desenvolvidos no processo de execução dos trabalhos em equipe.
Aqui são apresentados meios para a comunicação, possibilidades concretas de resolução de possíveis problemas, exemplos de atividades já desenvolvidas, ambientes virtuais para o desenvolvimento dos trabalhos que são úteis tanto para alunos como para professores como orientador nos projetos de estudos.
Serve como modelo: de trabalhos realizados, de dificuldades e desafios superados e de dicas de ambientes para desenvolver trabalhos em equipe com sucesso.
Futuramente a idéia é desenvolver estudos que expliquem o porquê de os cursos na modalidade à distância ainda não são conhecidos até mesmo pelos internaltas.

Referências:
BRASIL. Lei Nº. 394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 de dezembro de 1996, Seção 1, p. 27839. Disponível em
http://www.mec.gov.br/home/legislacao/default.shtm.
FERRARI. Márcio. O Teórico das Inteligências Múltiplas. Escola. Novembro de 2006. Páginas 13, 14 e 16.