Total de visualizações de página

19 de dez de 2010

O CURSO PEAD EM MINHA VIDA!

Acredito que a postagem em meu blog, de Novembro de 2006, descreve com muita profundidade minha satisfação e entusiasmo com relação ao PEAD. Um pensamento que me acompanha e poderia ser atribuído a mim, como característica de minha personalidade. Na interdisciplina de Escola Cultura e Sociedade, Uma Abordagem Sociocultural e Antropológica, professora Vera Corazza, houve uma atividade em grupo que deveríamos escrever sobre nossas perspectivas para o futuro (digo característica de personalidade porque são perspectivas que tive e ainda tenho, apesar de acreditar tê-las alcançado). Fizemos um texto coletivo. Relendo o texto, percebi que minhas perspectivas ao iniciar o curso foram todas conquistadas.



... muito além de simplesmente nos formarmos na faculdade, e é na UFRGS. Desde o início do curso PEAD, nós percebemos que há neste, uma forma diferente, inovadora, diríamos extraordinária de formação de docentes. Não somos apenas pioneiros, preocupados em transformar todo um sistema de ensino tradicional e obsoleto, este mesmo sistema esta proporcionando mudanças e transformações. Mal sabíamos ligar o computador quando iniciamos o curso [...] a teoria, os textos, e tudo que nos é proposto como atividades, desenvolvem em nós, conhecimentos. Conhecimentos que torna-nos capazes, de observar, analisar, tirar proveito das novas experiências, “organizarmos as idéias”, debater, pesquisar e questionar nossas práticas como educadores. [...]. Muito mais que uma formação acadêmica, desenvolvendo em nós, atitudes que de uma forma ou outra, reflete-se na sociedade (somos educadores). Teoricamente estamos aperfeiçoando nossa identidade de professores e tendo a oportunidade de crescer e obter os resultados em uma prática imediata. Nesta formação de professores a escola ganhou uma nova dimensão social que nunca teve. De repetidora, ela se tornou co-criadora deste novo mundo que aí está. Para que possamos continuar nesse curso é preciso destruir preconceitos, transgredí-los, ter consciência que estamos literalmente correndo atrás do que queremos aprender e ser, transformando a realidade.





Pela formação que tive neste curso, hoje eu acredito na Escola, acredito no professor, acredito no aluno, acredito na educação. Enquanto acadêmica, através do curso fui construindo conhecimentos, competências e habilidades para fazer o que é necessário, em função de tudo o que acredito como educadora. Saí de uma instituição tradicional, a qual me impedia de colocar em prática tudo aquilo em que acredito como educadora e enquanto lá estive, fiz o possível para fazer a diferença. Fiz concurso público, passei e hoje estou na rede municipal de N.H, um campo de ação onde o fazer docente é valorizado, onde a atualização do professor é estimulada e as práticas são compartilhadas. Busquei esta situação profissional e o curso PEAD é responsável pelas minhas conquistas. Deu-me suporte teórico, oportunidade de reflexão sobre a minha prática, instigando-me a sair da zona de conforto e a criar uma realidade onde posso agir e crescer profissionalmente. Meu sonho para o futuro é fazer um curso de especialização em psicopedagogia ou na área da psicomotricidade, mestrado e doutorado. Quero sempre discutir educação, compartilhar conhecimentos, aprender cada vez mais e fortalecer a minha prática docente em função de um sistema educacional cada vez melhor.

3 comentários:

Anice - Tutora PEAD disse...

Olá, Elisângela:

Ao ler tua postagem me veio em mente a palavra esperança. Parece que o curso ajudou vcs a ter fé na profissão, a saber que é possível a mudança e o caminho para o progresso, mesmo diante da tradição escolar, não é mesmo?

Grande abraço, Anice.

Elisângela disse...

COM CERTEZA ANICE! ACONTECEU EXATAMENTE ISSO: DESCOBRIR QUE A ESCOLA IDEAL DOS NOSSOS SONHOS É POSSÍVEL E AJUDAMOS A CONSTRUÍ-LA. BJS

Anice - Tutora PEAD disse...

Que bom receber retorno teu!

Bjs, Anice.