Total de visualizações de página

31 de out de 2006

Karl Marx e Friedrich Hengels

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

ALUNA: Elisângela Rodrigues Garcia.

DISCIPLINA: Escola Cultura e Sociedade.

PROFESSORA: Vera Corazza.

ATIVIDADE: Semana 5-ESC 7-MARX E HENGELS

PÓLO: Alvorada


Karl Marx e Friedrich Hengels

Karl Henrich Marx foi um intelectual alemão considerado um dos fundadores da sociologia.
Hengels ,por sua vez foi um filósofo alemão que junto com Marx fundou o socialismo científico. Co-autor de diversas obras de Marx seu amigo , companheiro e protegido. Teve uma origem rica, mas impressionava-se com a miséria dos empregados das indústrias de sua família.
Marx teve sua importância também na filosofia , na economia e na história. Sua participação foi intelectual e revolucionária no movimento operário, desenvolveu as teorias da produção e os conceitos de economia. Foi co-fundador do marxismo histórico,alienação e mais- valia. Seus princípios e interesses foram à economia política e sociologia. Nasceu numa família de classe média, estudou direito mas foi impedido de se formar tornando-se redator chefe da Gazeta.
Casou-se teve cinco filhos, durante a revolução de 1848 foi obrigado a ir para a Inglaterra onde, como clandestino ganhava a vida precariamente com os arquivos que publicava ocasionalmente.
A obra mais famosa de Marx foi à colaboração com Hengels: O manifesto comunista. Ambos foram revolucionários nas lutas contra o capitalismo e instituições estatais. Eram contra os governos republicanos e a burguesia e amados pelos proletariados. Viveram em uma época de revoluções burguesas (final do século XVIII e início do XIX), liberalismo e expansão de Napoleão. Os burgueses uniram-se ao proletariado nas revoluções, mas na verdade o mérito destas é do povo, este sim é que teve a força para as lutas.
Marx coloca a produção material como a base da sociedade ao contrário de Weber, diz que não são os conhecimentos espirituais,as idéias que mudam a produção da existência, mas a atividade prática, a revolução que muda o contexto social. Interpreta a vida social através das lutas de classes que transformam a sociedade por meio dos sistemas produtivos. Reproduziu a dialética com Hengels. Enquanto que para este a realidade desencadeia a filosofia, para Marx a filosofia precisa interferir na realidade.
Diz que a história se inicia com o próprio homem que buscando satisfazer suas necessidades interfere na ação da natureza,descobrindo como ser agente integrando-se como SER na sociedade. A história então é o produto do trabalho do homem em busca da satisfação em si mesmo.