Total de visualizações de página

16 de out de 2009

*PENSAMENTO E AÇÃO NO MAGISTÉRIO


Quero sugerir a leitura de um livro de Moacir Gadotti: “CONVITE A LEITURA DE PAULO FREIRE” ele descreve a alfabetização segundo Freire tendo como base palavras geradoras. Freire ouvia os diálogos e linguagens dos analfabetos, anotava tudo a fim de compreender o “mundo dos analfabetos”. Com isso desenvolveu uma técnica de alfabetização que além de decodificar o meio em que viviam, os alunos desenvolviam um pensamento crítico em relação a este meio com estruturas capazes de modificá-lo e entendê-lo. Assim sendo a alfabetização surgia como uma conseqüência da tomada de consciência. “Este contesto figurativo dava sustentação psicológica à palavra na mente do analfabeto”.
Ex. de como trabalhar uma palavra geradora:
_palavra SALÁRIO
_DISCUSSÃO
_FINALIDADE DA DISCUSSÃO (PROPÓSITO E VISÃO COM BASE NA AÇÃO)
_ENCAMINHAMENTO DA DISCUSSÃO ( PROCESSO DA DECODIFICAÇÃO PROPRIAMENTE DITA)
Paulo Freire ainda insiste que não inventou um método novo de alfabetização, considera que isso é inerente ao homem / aprender. “Nesse processo em que o homem apreende a si mesmo e aos outros, existe a mediação do mundo”.

FONTE: GADOTTI, Moacir. CONVITE À LEITURA DEPAULO FREIRE. Pág. 37. Série pensamento e ação no Magistério. Editora Scipione.