Total de visualizações de página

27 de mar de 2010

* PERFIL DA TURMA C2

Perfil da turma


São crianças tranquilas em sua maioria. Participam de todas as atividades propostas e têm um retorno apresentando o alcance dos objetivos das atividades. Às vezes surpreendem-me por apresentar reações inesperadas e superiores a que estou esperando.

Eles possuem uma rotina que serve como referência para o desenvolvimento das atividades. Claro que esta rotina não é rígida, pois estamos trabalhando com crianças e como tais as situações inesperadas acontecem. Há a troca de fraldas fora do horário, há chororô porque sentem sono fora do horário por não terem dormido direito à noite, há os dodóis em que é necessário colocar gelo pra parar de doer (esta faixa etária ainda não possui total equilíbrio e às vezes uma ou outra criança cai e chora um pouquinho. Às vezes há brigas, mas geralmente e interessante citar, entre as mesmas crianças. Observo que mesmo sendo pequeninas ainda, já possuem antipatia ou simpatia por um ou outro coleguinha e professora. As brigas são reações instintivas porque um pegou o brinquedo do outro. Percebo também que a causa pode ser porque um recebeu elogios da professora e o outro não. Em tudo eles vêem vida, a bruxa pode estar atrás de uma gravura e as coisas que não gostam podem não existir ou não ter acontecido. Por exemplo, na hora da rodinha perguntei quem havia ido à vovó, já que foi um dia atípico de turno único (26-03-2009) e alguns que queriam ter ido disseram que foram e os que não desejaram ter ido disseram que não foram na vovó.

São crianças que têm muita energia, pulam, correm e às vezes querem mover-se mais rápido do que sua capacidade de locomoção. A linguagem é bastante interessante: alguns falam de maneira clara, os que possuem maior autonomia. Outros, falam as primeiras sílabas das palavras e há os que balbuciam coisas que temos de adivinhar se possível.

Gostam muito da pracinha e ainda pedem para serem embalados. As brincadeiras são individuais, sentam no chão apesar de estarem reunidos e cada um concentra-se em sua própria atividade colocando pedrinha no balde, por exemplo. As coisas têm que ser do seu jeito, se não for como querem choram, mesmo que apenas um gritinho e em seguida deslocam-se para outra atividade que lhes chama a atenção.

São carinhosos, expressa afeição, carência, brabeza, ansiedade, em fim, expressa os seus sentimentos e emoções.

Divertem-se com facilidade, qualquer expressão de euforia da professora é motivo para abrirem um sorriso bem grande.

Gostam de pular na cama elástica, mesmo que com um pouco de medo. Querem realizar as atividades desafiadoras mesmo que com um pouquinho de insegurança.

Já possuem controle do xixi e do cocô, mesmo que algum “acidente” ocorra de vez em quando. Não gostam de terem feito xixi ou cocô nas calças, entendem isso como algo ruim, mesmo que a professora diga que pode acontecer, que tudo bem se acontecer.

Gostam de tirar e colocar a roupa sozinha, mesmo que a professora fique por perto para ajeitar depois o que não foi possível concluir.

Fazem acordos e combinações, mas quebram os acordos quando lhes convêm por necessidades. Aliás, acham muito necessário atender todos os seus quereres.

É uma turminha que já têm estabelecido o vínculo com as professoras, de outra forma não é possível a convivência, pois, só fazem e ficam onde lhes é agradável.

Quanto à hora das refeições e lanche, fazem o trenzinho, organizam-se em fila para ir ao refeitório, fazem a oração antes de comer, comem sozinhos, na maioria comem e gostam de tudo, alguns poucos casos que não comem salada e legumes. Alimentam-se bem, salvo quando estão com algum probleminha de saúde.

Em fim, é uma turminha muito alegre, participativa e disciplinada. A rotina pode ser planejada e aplicada de forma tranquila.

2 comentários:

Anice - Tutora PEAD disse...

Olá, Elisângela:

Quais são teus planos de ação? Quais teorias pensas em abordar na prática? Conte-nos sobre tua AP.

Grande abraço, Anice.

Elisângela disse...

Tudo é muito digferente para mim, estou ainda pensando e considerando todos os aspectos de minha nova realidade. Quero elaborar um projeto, talvez trabalhar a oralidade. estou estudando ainda e ordenando meus pensamentos visualizando esta ação. Quanto as teorias: Piaget e alguma coisa das fases de desenvolvimento de Freud.