Total de visualizações de página

22 de set de 2009

* EDUCAÇÃO PARA A LIBERDADE



Gramsci observa a alfabetização muito mais como uma ferramenta política do que realmente a função de ensinar um individuo a ler e escrever. Acredito que sim a escola é um meio de repreensão social onde massificamos a identidade social formando pessoas que são a reprodução das intenções corruptíveis da elite que governa o país. No entanto não é essa a prática dentro de uma sala de alfabetização. Literalmente um educador quando desenvolve o processo de alfabetização com uma criança, está construindo com ela conceitos que decodificam os símbolos da leitura e escrita. Talvez usa como ferramenta de trabalho textos sugestivos que incutem idéias que formam bons profissionais para atender ao mercado de trabalho e funcionários padrões que enriquecem o bolso do patrão. Porém, estes textos prontos quase nunca são apresentados aos alunos, nem mesmo as cartilhas e livros didáticos têm muita função real na alfabetização. Os professores trabalham muito com materiais didáticos concretos como, por exemplo, palavras e frases construídas pelas próprias crianças. Talvez a criatividade e autonomia vão aos poucos desaparecendo nas séries seguintes. Naturalmente a criança é co-autora de suas produções sejam elas de que aspecto for tanto mais nova ela é. Aí poderia concordar com Gramsci que à medida que acriança permanece na escola, o letramento possui cada vez mais uma tarefa ideológica.
Sou uma educadora que acredita no que faz mais do que uma profissão, missão ou dom, ser professora se confunde com minha identidade. Quem sabe um dia nossa prática em sala de aula e todo o sistema educacional seja um exercício de liberdade. E, acredito nisso se não com certeza. Quem sabe um dia poderemos discernir muito bem os interesses ideológicos políticos e a escola esteja na função de formar através de uma educação crítica e que desenvolva a autonomia, cidadãos conscientes e transformadores da realidade, com práticas em movimentos sociais que resgatem a identidade social de cada indivíduos. Para tanto temos que como professores buscar nossa própria formação com base em conhecimentos e estes como instrumentos de transformação.O QUEM SABE UM DIA REFLETE UM MOVIMENTO A CAMINHO DO PROPÓSITO QUE ALIMENTA AS MINHAS ESPERANÇAS, CRENÇA BASEADA NO QUE É PALPÁVEL E VISÍVEL.
Gramsci visível em : http://pead.faced.ufrgs.br/sites/publico/eixo7/eja/a_alfabetizacao_e_a_pedagogia_do_empowerment_politico.pdf